Uma viagen pelo universo da imaginação

A assinatura – Parte 1 

Fernanda Beziaco

Matar o valentão da escola deixou Joseph dividido. Por um lado, ele se sentia imbatível, como se nada que fizesse ou que acontecesse pudesse atingi-lo. Por outro lado, ele sentia medo. Medo de que seu novo “hobby” pudesse ser descoberto por sua mãe. Afinal de contas, Joseph não passava de um adolescente, mesmo que perturbado, e não queria que sua mãe pagasse ou sofresse as consequências dos atos dele. Além disso, ele tinha certeza que sua mãe morreria se soubesse no que ele tinha se transformado.

E foi por causa de seu medo, que apesar de se sentir confidente, Joseph tomou a decisão de esperar. Planejar. E matar apenas depois que saisse da casa de sua mãe. Dois anos de espera, mas que ele tinha certeza que valeria a pena. E nesse meio tempo ele resolveu criar sua própria assinatura. Ele tinha na cabeça (talvez por influência de filmes) que…

Ver o post original 397 mais palavras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s