Uma viagen pelo universo da imaginação

Vi e o livro dos sorrisos livres – Parte 3

Fernanda Beziaco

Quando Vi acordou escalou o berço e desceu para o chão se libertando das pequenas grades. Na sala, seus pais e os amigos deles continuavam parados como se tivessem virado estátuas diante do livro com as histórias de Cins no tempo dos sorrisos livres. Havia um misto de medo e curiosidade no olhar dos adultos. Uma sensação de pecaminosidade ao querer abrir o livro que continha detalhes esquecidos sobre Cins, a terra onde ninguém sorria.

Vi andou, com suas perninhas curtas de criança, do quarto para a sala, arrastando sua pequena coberta pelo chão. Passou por entre sua mãe e seu pai, sentou-se diante do livro e virou a capa. Ti e Tai, e os amigos deles piscavam em choque, mas não conseguiam falar. Estavam travados. E no momento em que Vi abriu a capa algo muito estranho aconteceu. O sol que brilhava mais fraco de repente se acendeu em um…

Ver o post original 623 mais palavras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s